faq sobre branding

Perguntas Frequentes Sobre Branding: Tire Suas Dúvidas!

b300, 31 de março de 2021

Ter um bom gerenciamento de marca é essencial para destacar a sua empresa em meio aos concorrentes.

Quando falamos de branding é preciso levar em consideração o quão competitivo é o mercado. A oferta de produtos e serviços é gigantesca e não é difícil encontrar concorrentes que ofereçam produtos parecidos, com a mesma qualidade e usando as mesmas técnicas de comunicação com o público. 

Nesse momento, é importante saber se diferenciar dos concorrentes. Usando táticas efetivas e estratégias  bem realizadas. Isso pode acontecer, caso você conte com a ajuda da técnica de Branding, para criar uma personalidade para a sua empresa

Conheça a partir de agora as perguntas mais frequentes sobre branding e as suas respostas. São elas:

O que é branding?

O Branding é, basicamente, a gestão de uma marca. Para que esse processo tenha sucesso, é preciso criar uma coerência entre todas as coisas que representam uma marca, como identidade visual, personalidade, valores e logotipo. O objetivo é criar uma ligação emocional com o cliente usando todos esses elementos. 

Qual a sua importância do branding?

Grandes marcas como Coca Cola, O Boticário, Apple e Burger King usam do branding para proporcionar uma visão para os seus clientes. Dessa forma, elas conseguem suscitar sensações e até mesmo memórias. Não é atoa que a Coca Cola é tão ligada à felicidade e ao Natal, por trás dessa conexão que para nós é apenas natural, existe um intenso e eficaz processo de branding. 

No mercado atual, com tamanha oferta de serviços e produtos, o preço não é mais uma prioridade. As pessoas buscam marcas que despertam sensações, que possam ser ligadas a momentos e propósitos,  ou seja, marcas que ofereçam mais do que algo que possa ser comprado. 

O branding tem a ver com criar uma relação de confiança e respeito com o seu cliente. Dessa forma, ele vai levar vários outros conceitos em consideração na hora de comprar um  produto ou contratar um serviço, além de apenas do preço.

Quais os benefícios do branding para um negócio?

Em meio a um mercado tão competitivo, diversas são as técnicas que prometem garantir a uma empresa o destaque em seu campo de atuação. Essas táticas possuem tradição e, se bem aplicadas, podem ser eficazes. 

Leia Também:  Naming: O Que é? Veja Como Funciona o Processo de Escolha de Nome Para Empresa

Contudo, o maior objetivo delas é garantir o aumento da venda de produtos e da contratação de serviços, deixando de lado, na maioria das vezes, o aspecto relacionável da marca. Isso poderia ser o suficiente, caso os mercados não mudassem a todo o momento. 

É impossível garantir que um concorrente não será capaz de igualar a qualidade do que você oferece e, talvez, oferecê-lo por preços mais acessíveis. Por esse motivo, pela necessidade de oferecer mais do que o quesito preço, é que o branding entra em campo.

O maior benefício desse processo é garantir que a sua marca não vai precisar se apoiar apenas no valor dos produtos e serviços. O branding vai auxiliar na criação de um relacionamento com os seus clientes. Não podemos esquecer que o objetivo aqui é fazer com que o seu público tenha orgulho em comprar os seus produtos. 

É trabalhar para que os seus valores conversem com o seu público, sejam vivenciados dentro da empresa e que eles façam a diferença no ambiente externo e interno da organização. De forma a garantir que os seus produtos e serviços carreguem consigo um valor maior, referente a uma conexão emocional que, com certeza, será valorizada e celebrada. 

Como iniciar o processo de branding?

Ao iniciar o processo de branding, dois conceitos assumem grande importância: o de promessa e o de valores. O de promessa se relaciona com o respeito que você deseja conquistar do seu cliente e os valores possuem relação com as crenças e ideias do seu público, que deseja se ver representado por sua marca. 

Para conquistar o respeito do seu cliente, você precisa de uma promessa clara. Essa promessa tem de ser  algo que a sua empresa vai entregar de forma constante e com qualidade garantida. Por esse motivo, é importante analisar se a promessa que está sendo feita pode ser cumprida, sem que acarrete problemas para a organização.

Afinal, é melhor prometer algo alcançável e entregar aos clientes, do que algo exorbitante que não pode ser entregue. Seguindo essa visão, a sua marca estaria iludindo o público e essa atitude pode ter consequências desastrosas. 

Por exemplo, digamos que a sua empresa seja uma escola de idiomas e que a promessa seja a fluência em determinada língua em apenas 18 meses. Para garantir o respeito de seus possíveis clientes, nada melhor do que cumprir a promessa e satisfazer os clientes atuais. 

Leia Também:  Vale a pena ter blog em 2020?

Dessa forma, a sua empresa ainda garante uma das melhores divulgações do mercado: o boca a boca.  Nada melhor do que o relato entusiasmado de um conhecido satisfeito e orgulhoso por ter contratado um serviço para nos convencer a contratá-lo também.  

As pessoas não querem mais apenas comprar um produto. Elas desejam criar uma relação com a marca e, para isso, é preciso que a marca se mostre de forma relacionável. Nesse sentido, a escolha de um propósito se torna essencial. 

O propósito não é apenas uma causa, mas sim uma ideia pela qual a marca trabalhe. Voltando ao exemplo da escola de idiomas, nesse caso, um bom propósito seria garantir acesso ao ensino de línguas para grupos vulneráveis. Assim, ao defender o acesso a esse conhecimento, a empresa estaria, de certa forma, defendendo o propósito de educação para todos. 

O objetivo de um propósito é alinhar os objetivos da empresa às crenças dos seus clientes. No mundo competitivo de hoje, as pessoas querem ter orgulho dos produtos que consomem, querem poder contar para outros sobre a empresa que apoiam e porque as apoiam. Essa é uma forma de mostrar ao mundo algo em que elas acreditam.

Quem coloca em prática as estratégias de branding?

Nesse momento, dois departamentos essenciais de toda empresa vão ter de atuar em consonância para garantir que o branding seja formulado e vivenciado de forma correta.

A equipe de marketing será a responsável por definir qual é a promessa e o propósito da marca e depois garantir que essas mensagens cheguem em quem precisa. A equipe pode se utilizar de ferramentas como redes sociais, e-mail marketing e anúncios pagos para alcançar esse objetivo. 

 O RH também tem a sua parte nesse esforço, a missão do departamento é garantir que a cultura da empresa esteja alinhada com esses conceitos, em um esforço para garantir que tanto os produtos quanto os serviços da empresa sejam desenvolvidos com base neles e que os clientes sejam atendidos levando em consideração. 

Agora que o branding não é mais um bicho de sete cabeças, que tal colocá-lo em prática na sua empresa? Alguma dúvida ficou sem resposta? É só deixá-la nos comentários que iremos responder o mais breve possível. Não se esqueça de compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais!