Warning: dirname() expects exactly 1 parameter, 2 given in /var/sentora/hostdata/zadmin/public_html/b300_com_br/wp-content/plugins/intelly-related-posts/includes/actions.php on line 10
4 métricas-chave para entender melhor o desempenho do seu blog | B/300 – Agência de Resultados
4-métricas-chave

4 métricas-chave para entender melhor o desempenho do seu blog

b300, 19 de abril de 2022

Assim como se faz com as redes sociais, as métricas também são usadas para acompanhar o desenvolvimento de um blog. Através dela é possível acompanhar o desempenho do mesmo, analisando sua saúde e qualidade. 

Apesar da palavra métrica assustar, não se trata de nada muito difícil. Depois de passar pela curva do aprendizado, é fácil fixar na sua mente as métricas-chave para analisar o desempenho do seu blog. 

Além disso, já existem métricas padronizadas e estabelecidas, bem como ferramentas de análise para medi-las. Basta descobrir quais são relevantes para você e usá-las para acompanhar seu desempenho. 

Inicialmente, você precisará definir algumas metas. Depois disso, as métricas o ajudarão a descobrir como você está se saindo. 

Se você verificar regularmente estes dados e descobrir que algo não está funcionando, poderá tomar medidas corretivas para colocar seu blog de volta nos trilhos.

Pensando nisso, nós selecionamos aqui quatro métricas-chave principais que você pode usar para acompanhar o desempenho do seu blog. 

4 métricas-chave para análise do seu blog 

1 – Quem são os seus visitantes e de onde vêm?

É preciso acompanhar quantos visitantes seu blog atrai diariamente, sempre garantindo que eles são os visitantes que você deseja. 

Por exemplo: se você está vendendo roupas femininas em São Paulo, mas atrai principalmente homens solteiros de Porto Alegre, então você está fazendo algo errado.

Você também deve distinguir entre novos visitantes, visitantes recorrentes e visitantes únicos, que aparecem apenas uma vez. 

A maioria dos sistemas de gerenciamento de conteúdo possui plataformas analíticas integradas que oferecem esses números. Outros, como o WordPress, possuem vários plugins para medir visitantes.

O Google Analytics é uma ferramenta poderosa e gratuita que funciona com a maioria das plataformas. Ele oferece uma visão completa em todos os seus diferentes canais, incluindo anúncios, vídeos, blogs e redes sociais.

Leia Também:  Como começar a investir em marketing para academias

Ele até detalha os dados demográficos do seu público, incluindo categorias de idade, gênero e interesse.

Se os dados dizem para atrair mais visitantes ou visitantes diferentes, você precisa investir mais tempo e esforço para melhorar ou promover seu conteúdo.

2 – Para onde está indo o seu tráfego?

No seu blog, cada um dos seus visitantes estão indo direto para conferir seu conteúdo mais recente, e isso é ótimo. Mas tirando isso, onde no seu blog eles estão indo? Quais páginas eles estão visitando?

Em resumo, cada visitante do seu blog está fazendo uma viagem particular, e única dentro do seu site. 

Os dados de conteúdo agregados podem informar como e de onde vem seu tráfego e onde os usuários passam o tempo em seu site. Você também pode usar ferramentas como Google Analytics para medir o tráfego.

Depois de compreender o seu tráfego, você pode trabalhar para melhorá-lo. Por exemplo, você precisa melhorar sua otimização de SEO ou colaborar com outros sites para links de saída/entrada.

3 – Suas interações sociais estão envolvendo o suficiente?

Para ver se as postagens do seu blog são populares, fique de olho em métricas como visitas, seguidores, links de entrada e, especialmente , interações sociais. Eles medem o engajamento e indicam o quanto os leitores estão interessados ​​em seu conteúdo.

O Google Analytics é um ótimo recurso e a maioria das maiores redes sociais possui ferramentas de análise integradas. Você também pode aproveitar as plataformas de medição sociais especializadas, gratuitas e pagas.

4 – Você está acompanhando suas métricas personalizadas?

Você deve estar se perguntando “eu realmente preciso de todas essas ferramentas de análise da web? E como escolho quais métricas monitorar? Felizmente, você não precisa acompanhar cada um deles, mas certifique-se de listar quais métricas você deseja acompanhar. 

Leia Também:  E-commerce: alavancando a metodologia de crescimento para superar a crise

Alguns são mais tradicionais, como downloads de conteúdo, links de entrada e leads gerados. Alguns são mais complexos, como “custo de aquisição de clientes” e “taxa de retenção de clientes”. 

Independentemente do que você escolher, depois de ter sua lista restrita, mantenha-a à mão e prontamente acessível quando começar a monitorar.