Realidade Aumentada e Realidade Virtual  – 6 principais tendências

b300, 5 de Abril de 2017

A realidade virtual e a realidade aumentada já estão batendo na porta da sua empresa?

Para que você não seja pego de surpresa e compreenda melhor sobre estas novas tecnologias.
Resolvemos explicar um pouco sobre cada uma.

A realidade aumentada (RA) ou (AR) pode ser definida pela integração de informações virtuais a visualizações do mundo real, onde geralmente é necessário a utilização de algum acessório (geralmente a câmera do seu smartphone) ou QR Code para visualização. Um case de sucesso onde o uso da realidade aumentada foi bem executado é o Game Pokémon GO. No jogo, ao encontrar um Pokémon no Mapa é possível ligar a câmera, seguir os seus ruídos, visualizar e capturar o personagem pela tela do celular.

Já a realidade virtual (RV) é uma tecnologia de interface avançada entre um usuário e um sistema operacional. O objetivo dessa tecnologia é recriar ao máximo a sensação de realidade para um indivíduo, levando-o a adotar essa interação como uma de suas realidades temporais. Para isso, a interação é realizada em tempo real, com o uso de técnicas e de equipamentos computacionais (Oculus Rift, Gear VR) que ajudem na ampliação do sentimento de presença do usuário.
CIOs, CTOs e executivos do Forbes Technology Council definiram suas previsões sobre as principais mudanças que a Realidade Virtual e a Realidade Aumentada trarão para os negócios nos próximos 5 anos.

Confira algumas delas:

  1. Iremos vivenciar a mudança da nossa realidade através da realidade virtual. Cada vez mais as empresas utilizarão RV e RA para a gestão de conhecimento do negócio. Apresentações embutidas em RV transmitirão informações de forma mais envolvente. Já a RA tornará a aprendizagem mais simples e real para a força de trabalho.
  2. Alcançaremos um novo nível na prototipagem. Com essas tecnologias será possível visualizar projetos de uma forma inédita. A equipe de produção poderá obter uma visão mais realista de um novo produto logo no início do projeto. Isso tudo sem falar na economia de tempo e recursos destinados a prototipação. Um grande avanço poderá ser visto na área medica por exemplo, onde poderá ser visto em realidade aumentada um órgão de um paciente antes da operação. Leia sobre isso aqui.
  3. Dispositivos móveis de Realidade Virtual serão os próximos e grandes avanços em computação. Depois dos computadores pessoais, internet e mobilidade, o próximo passo é a popularização dos dispositivos de Realidade Virtual. A RV vai forçar as empresas a rever a forma como se envolvem com seus clientes. É possível ver essa tendência onde hoje a maioria das grandes empresas de tecnologia já possuem ou estão desenvolvendo um produto voltado à RV.
  4. A RV e a RA terão um imenso impacto sobre o futuro do varejo. Varejistas serão capazes de investir em pesquisa e desenvolvimento de tendências culturais, sociais e de consumo. A RV permitirá ampliar o potencial de previsão da indústria. Clique aqui e veja um exemplo.
  5. Essas tecnologias vão mudar a forma como gerimos talentos. Trabalhadores remotos serão cada vez mais comuns e suas interações tão realistas quanto uma equipe trabalhando presencialmente. As reuniões também vão mudar, e a interação virtual terá um enorme impacto sobre os negócios. Equipes ao redor do mundo poderão se reunir com um clique, o que representará uma economia significativa para o setor de RH.
  6. Para o setor de entretenimento, o uso de RV e RA será um meio para criar novas experiências interativas e móveis, bem como para reduzir os custos. Objetivos difíceis de alcançar com protótipos físicos caros se tornarão reprodutíveis a um custo nominal.

A verdade é que a Realidade Virtual e a Realidade Aumentada vão transformar o futuro dos negócios, às empresas cabe se adaptar para tirar o melhor proveito desse novo mundo virtual. Sua empresa esta preparada para se adaptar a essas tecnologias?

 

Fonte: Wikipedia, News.sap.com